7 produtos fracassados da Apple!

No dia 1º de abril de 1976, há exatos 45 anos, os estudantes Steve Jobs e Steve Wozniak e o engenheiro Ronald Wayne registraram oficialmente a Apple Computer Company. Poucas semamas depois, Ronald Wayne vendeu a sua parte por US$ 800 sem saber que a empresa se tornaria uma das maiores do mundo algumas décadas depois.

Como apenas os produtos da Apple são aplaudidos, resolvemos comemorar o aniversário dessa gigante da tecnologia mostrando 7 invenções da empresa que falharam miseravelmente:

1 – Apple QuickTake (1994)

A Apple quis aproveitar o boom das câmeras digitais, mas a sua QuickTake já nasceu ultrapassada quando foi lançada. Em zoom, sem foco, com resolução de apenas 0,3 megapixels, a câmera da Apple armazenava apenas 8 fotos. Quando Steve Jobs retornou à Apple, tirou o QuickTake do mercado.

2 – Apple Pippin (1995)

Em meados de 1990 a Apple fracassou ao tentar entrar no mundo dos videogames. Foram feitos poucos jogos para o console Pippin, uma das causas do produto ter vendido apenas 42 mil unidades, sendo descontinuado no ano seguinte.

3 – Apple eMate (1997)

O eMate foi concebido para ser um híbrido entre um laptop e um PDA e custava US$ 799, mas o erro da empresa foi a de limitar a venda do aparelho apenas para instituições de ensino. Durou apenas 11 meses de vida.

4 – Lisa I (1983)

O Lisa I foi uma revolução por ser o primeiro computador pessoal a oferecer uma interface gráfica, mas um fracasso completo de vendas.
Seu maior problema era o preço: quase US$ 10.000 para comprar um computador lento e difícil de usar. No ano seguinte ao do seu lançamento, a Apple reviu todo o projeto e lançou o Lisa 2.

5 – Apple III (1980)

Após o sucesso do Apple II, a empresa achou que um computador mais bonito seria melhor que um computador melhor projetado, dando mais atenção pra equipe de design do que pra engenharia. O resultado foi desastroso: O “gabinete” era muito pequeno para todos os componentes e falta de um cooler contribuíram para um superaquecimento constante. Em alguns casos, as placas-mãe chegaram a se deformar e a solda soltar os componentes!
Em 4 anos de existência, a Apple vendeu “apenas” 70.000 unidades e substituiu 14.000 computadores defeituosos.

6 – eWorld (1994)

Numa tentativa fracassada em rivalizar com a então gigante da internet America OnLine, a Apple lançou o eWorld. Esse produto era uma espécie de navegador de internet em forma de jogo, onde o usuário caminhava com seu avatar entre diferentes edifícios da cidade representando diferentes funções. Por exemplo, para enviar um e-mail era preciso clicar no prédio dos Correios. Como era muito caro manter essa “novidade” no ar (que só estava disponível em computadores Macintosh no início), o projeto não conseguiu competir com a AOL por muito tempo e foi cancelado em 1996.

7 – Macintosh TV (1993)

A ideia era tornar o Mac em uma máquina multimídia. Para isso, a Apple pegou seu LC 520 existente, pintou-o de preto, uma placa sintonizadora de TV e incluiu um controle remoto. Apesar do Macintosh TV ter um CPU mais potente, ele era mais lento e limitado. Quanto à TV, ele não era grandes coisas e a falta de uma porta de saída de vídeo padrão também agradou muito. Ah! O preço inicial de US$ 2.099 era muito alto pra uma “TV turbinada”, o que fez a Apple tirar o produto das prateleiras depois de apenas cinco meses.

E você, o que achou dessa hiperlista? Deixe nos comentários!

*Créditos das imagens: Google Images e Wikipédia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.